Abandono

Acho que lares de grandes intelectuais são lugares quase sagrados. E penso também que todo Estado que se preze deve ter o hábido de preservar as moradias destes pensadores que já se foram e transformá-las em museus, em institutos, em casas de cultura, em um espaço de utilidade pública. Pagar um preço justo no imóvel, tombá-lo adequadamente e conseguir verbas para mantê-lo. Assim, quando li a matéria sobre a antiga residência de Sérgio Buarque de Holanda, fiquei transtornado. Claro que a filha do sujeito hoje é ministra e tudo se ajeitará. Mas e quantos outros edifícios históricos estão à míngua?

Onde morou Victor Hugo, hoje um museu.