Mary e Max

Não acredito muito nessa história de filmes para as férias. Isto é, não funciona comigo. A lógica é que, durante as férias, as pessoas não queiram pensar muito e deixam o cérebro tirar uma folga também. Todos sabem que adoro stop motion, daí meu irmão me emprestou um filme bem legal, “Mary e Max”. O longa, além de tratar de relacionamentos entre pessoas solitárias, fala também de uma doença rara, a Síndrome de Asperger. A personalidade mais conhecida portadora da doença é o Nobel de Economia Vernon Smith, embora digam também que Einstein e Newton sofriam do mal. Os portadores do distúrbio apresentam uma alta resistência a mudanças e interpretam tudo ao pé da letra, características bem exploradas no filme. Excelente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s