Celso de Alencar

Poeta Celso de Alencar

Celso é um grande poeta. Sim, é meu amigo, mas é também um grande poeta. Estes versos que publico abaixo são de seu novo livro, ainda inédito, “Poemas perversos”.

DEVOLVAMOS O RIO

 (Celso de Alencar)

Devolvamos o rio.

Devolvamos tudo aquilo que lhe pertence.

O silêncio das manhãs entreabertas.

O sol atravessando o orvalho com

formato de um ombro inteiro.

As bandeirolas de papel crepom resplandecente.

Os barcos e seus porões de pequenas estátuas.

O gozo do redemoinho deslumbrado.

As árvores derramando flores

sobre as corredeiras.

O cântico dos pássaros que se banham nas margens

onde dormem os cavalos levemente embriagados.

Os segredos dos namorados

e a inocência dos corações emigrantes.

Devolvamos as pequenas ondas.

Os pequenos pescadores

com seus sonhos transparentes

e os peixes.

Devolvamos a morte estremecente

além da morte

o cemitério viajante e afundado.

Devolvamos tudo, inclusive o leito experimentado

que acolhe a vastidão de nomes inteiros

e a vida com suas mamas profundamente desfiguradas.

Devolvamos o rio.

Anúncios

Um comentário sobre “Celso de Alencar

  1. posia maravilhosa de celso alencar.

    parabens whisner pelo post
    por aqui a gente fica conhecendo muita gente boa que talvez nao cruzaria o nosso caminho.

    abraços,
    enio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s