Um mundo esquisito

Banana ao telefone

Desde a infância até a pré-adolescência, jamais comprei roupas ou sapatos. Quem fazia isso por mim era minha mãe. Claro que ela me levava com ela até as lojas, mas podia ter evitado expor seu filho daquela maneira. Íamos de Pernambucanas em Pernambucanas, passávamos a tarde inteira pechinchando. Só saíamos de algum lugar com algum pacote quando o produto unia um preço baixo a uma qualidade superior e a generosas formas de pagamento. Três ou quatro vezes sem juros, geralmente. Visitávamos nove, dez estabelecimentos e muitas vezes comprávamos a camiseta ou o tênis que víramos naquela primeira loja, na qual entramos no início do dia. Isso me traumatizou bastante, porque Ituiutaba era uma cidade quente, muito quente e eu detestava ficar experimentando roupas suado. Por que não podia usar aquela camiseta com um furo na manga pro resto da vida? Ou o kichute que ainda duraria mais uns quatro ou cinco anos? Carrego até hoje este pavor por compras. Por isso, quando me perguntam se gosto de Internet, respondo que sim, porque ela me salvou do contato comprador-vendedora. Um corpo-a-corpo de fazer inveja à seleção holandesa desta Copa. Agora só compro sapatos, calças e camisas em lojas virtuais. Muito bom. Quando visito uma camisaria na Internet já adquiro umas dez camisas logo de uma vez para poder ficar dois, três anos sem comprar mais nada. Há também outras coisas deste planeta com as quais não me acostumo: telefone e campainha. Não adianta bater na porta aqui de casa. Se estou sozinho, não atendo mesmo. Telefone também não me atrai muito não. Para mim é uma coisa surreal isso de telefonar (mesmo assim, sim, tenho celular). Já notaram que quando falamos neste aparelhinho, não podemos nos calar e um silêncio de um segundo é uma tortura insuportável? Ao vivo, a coisa não é assim. Pode-se ficar até meia hora em silêncio, que está tudo certo, o interlocutor sabe que você ainda está ali, na maioria das vezes. Eu acho que existem muitas coisas estranhas neste mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s